Shalon’s

…em construção…SEMPRE!

Carta aberta sobre o posicionamento do Pr. Paschoal Piragine sobre as eleições 2010.

Carta aberta sobre o posicionamento do Pr. Paschoal Piragine sobre as eleições 2010.

O vídeo e o posicionamento do Paschoal Piragine sobre as eleições 2010 têm causado verdadeiro frisson na comunidade evangélica brasileira. Mas não se preocupem pastores, todos nós vez por outra falamos bobagens impensadas, pouco refletidas (assim espero) e isso não seria privilégio do Pr. Paschoal, mas uma constante no ser humano, ser falível, como eu e você que me lê. Qualquer um que se aventure a difícil tarefa de se expressar está sob esse risco. Hesitei em escrever sobre esse pronunciamento por achar uma perda de tempo “responder” a tamanha tolice, com todo o respeito, mesmo tendo ficado mais uma vez decepcionado com os rumos do cristianismo no Brasil. Contudo inspirado em palavras do também Pr. Batista, Dr. Martin Luther King Jr, não consegui ficar calado ao começar a receber, via todas as mídias sociais, apelos para me engajar no chamado “movimento contra a iniqüidade” citado no tal vídeo e no tal pronunciamento.

Nessa “carta aberta”, em alguns momentos vou me referir ao pronunciamento e em alguns momentos ao Pr. Paschoal por ser ele o autor do pronunciamento. Não revisei, não corrigi; fui escrevendo, muitas vezes ponto a ponto…e que Deus nos abençoe! (Meus comentários estão em negrito e itálico)

A primeira pergunta do Pr. Paschoal Piragine é sobre INIQUIDADE: O que é iniquidade? E ele segue;  

“Iniqüidade é quando a gente tá tão acostumado ao pecado que a gente não tem mais vergonha de cometê-lo e ele passa a ser algo tremendamente natural na nossa vida”

A definição correta, ainda que incompleta, acima mencionada, é interessante. Mas nos últimos 30 anos, e tenho 34 anos, se eu fosse fazer um vídeo sobre iniqüidade “institucionalizada” no Brasil, teria que contar com a paciência dos expectadores, pois faria “Ben Hur” parecer um comercial da NBA. Não vi no vídeo nada sobre os órfãos deixados pelos assassinatos brutais durante os anos da ditadura no Brasil, não vi nada sobre censura, garantias dos direitos fundamentais do cidadão independente de sua orientação religiosa, não vi nada sobre desigualdade social, racismo, AIDS; não vi nada sobre corrupção nem mesmo quando ela teve como pivôs nossos irmãos em cristo que passam a semana no Planalto Central. Vale lembrar que nesses últimos 30 anos, é publico, que muitos “vampiros”, “sanguessugas”, e até “mensaleiros” tinham uma grande bíblia preta no sovaco.

Continua então: E a bíblia diz que quando a iniqüidade chega (…), é tempo que Deus tem que julgar sua terra, julgar seu povo, julgar uma nação”.

Realmente, eu tenho medo do que Deus fará, mas não com o Brasil em primeira instancia, mas tenho medo sim de quando Ele julgar aqueles a quem chama de “a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido” Quem são os leprosos do século XXI? Quem são os Samaritanos? Quem são as viúvas pobres e quem são os pródigos? Na outra ponta, quem são os Escribas e Fariseus? Quem são os publicanos? Que são os idolatras (geralmente dizem simplesmente que são os irmãos católicos). E o que é o objeto dessa idolatria? Há uma clara incoerência entre a manjedoura e o palácio e só não vê quem não quer. O que será que Deus dirá da omissão do Seu povo? Das brigas estúpidas pelo que o Ap. Paulo chamou de “matérias disputáveis”, assuntos bobos, tolices.

E é por causa disso que eu tenho que falar uma coisa que durante 30 anos no meu ministério eu nunca fiz. Completei 30 anos de ministério no dia 08 de agosto, e nesses 30 anos eu nunca fiz o que eu fiz hoje pela manhã e vou fazer agora á noite.

Pastor, siga o exemplo de Lutero, ensine a Bíblia e os bêbados caírão trôpegos naturalmente no caminho pelo poder da palavra. Caso contrário, humildemente rogo que fique sem falar por mais 30 anos.

Eu quero dizer pra vocês que nós precisamos tomar muito cuidado com essas eleições que vão acontecer porque existe uma serie de leis que estão tramitando que vão depender do voto do Deputado Federal, do voto do senador que vão ser incorporadas pela ação da maquina estatal através da presidência da republica, nós vamos estar votando nessas pessoas no próximo mês, que vai tomar força também nas câmaras estaduais, nas ações que são feitas através do estado, e nós precisamos de valores cristãos trabalhando nesses contextos.

Cuidado e prudência em eleições sempre foi necessário, mas é fato que nos últimos 30 anos não tivemos tantas oportunidades assim de exercitar isso pois em parte desse tempo isso nem era possível. A propósito, muitos pastores nossos estavam era recebendo “flores” do regime ditatorial. Nossa “colonização” batista do sul dos estados unidos, do mesmo sul de George W. Bush e dos Cavaleiros da Klã, invocava o verso que fala sobre submissão a autoridade constituída por “deus” para rezar na cartilha e ficar em berço esplêndido. De fato, muita atenção nessas eleições. Aprecio seu destaque ao cuidado com o voto para as câmaras, mesmo sabendo que nossos motivos são diferentes. Nesse Blog, há um texto interessante do amigo Bento Souto. O título? EU VOTO É NO SAMARITANO. Esse texto explica porque não necessariamente voto em “irmão” que “combate” a “iniquidade institucionalizada”

Por causa disso está acontecendo no Brasil um movimento que eu faço parte agora, graças a Deus, de lideres cristão de varias denominações, evangélicos e católicos, que estão trabalhando para que a gente possa impedir que a iniqüidade seja institucionalizada na forma de lei. Por isso alguns pastores tem se posicionado firmemente no radio, na televisão, com suas igrejas e também a CNBB(Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil), nessa ultima semana escreveu um documento e publicou e lançou na mão de toda a imprensa, se posicionando com relação a esses assuntos.

Fico admirado com a naturalidade com a qual o senhor fala dessa “parceria ideológica“ com a CNBB. Até bem pouco tempo isso levava a “fogueira da inquisição” batista sob o estigma de “ecumênico” no uso mais simplista e preconceituoso que poderia se fazer dessa bela palavra. Mas porque ninguém foi a publico apoiar a CNBB quando ela pressionou o governo para agir com políticas que reduzissem o valor da cesta básica no Brasil? Deus nos ajude, de agora em diante, e conto com a sua influencia, a nos juntarmos ao que de bom Deus estiver fazendo ao nosso redor.

Eu vou pedir que você assista um vídeo de alguns minutos que fala desses problemas e de como nos precisamos levar isso a sério porque isso tudo o que vai passar aqui é iniqüidade institucionalizada e que nos precisamos nos posicionar e dizer”nós não queremos isso na nossa nação” e procurar pessoas que nos representem pra dizer “vou votar contra essas coisas” porque caso o contrario a iniqüidade será oficializada, e Deus não vai ter outra coisa a fazer a não ser julgar a nossa terra.

Olha, eu queria saber se alguém que me lê, conhece uma só pessoa que se posicione a favor da pedofilia. Ninguém mesmo! Muito menos o PT que tem em seus quadros pessoas engajadas a muitos anos na luta, não só contra a pedofilia, mas contra a prostituição infantil e afins. Queria dizer que se o PLC122/2006 é apelidado de lei da mordaça, eu queria ter inventado esse apelido. O que eu já ouvi de absurdos sobre esse assunto só porque a nossa liberdade de credo nos dava lastro para tal não tá no gibi. Se isso vai parar, é benção. Vejo com bons olhos precisarmos pensar mais responsavelmente quando esse for o assunto. Não acho que Jesus, caminhando no nosso meio hoje, fosse dar grandes bolas pra esse tema diante de pautas tão urgentemente anteriores a essas. A questão do infanticídio indígena não pode também ser tratado passionalmente. Qualquer pessoa que viva no nosso contexto cultural ficaria chocada, mas não é uma questão passional, nem “religiosista”. É um tema de alta complexidade jurídico-antropológica, e por isso eu me atenho a mencionar a complexidade do tema e a tira-lo do debate reducionista de pecado ou não pecado. O fim de tudo é que o vídeo é claramente de extrema direita, e eu conheço bem a extrema direita. Venho de lá! Mas prefiro dizer que o vídeo é de uma infelicidade sem tamanho.

Há um partido político que fechou questão sobre esse assunto, o partido político que é o PT de nosso presidente, em seu congresso desse ano, ele, no seu congresso geral, quando eles indicam seus deputados, ele fechou questão sobre essas questões. Ou seja, se um deputado, se um senador do PT, se ele votar contra, de acordo com sua consciência, contra qualquer uma dessas leis, ele é expulso do partido. Já dois deputados federais foram expulsos do PT, por se manifestarem contra o aborto. Isso fez com que a igreja católica se manifestasse publicamente, por que eles estavam ligados a igreja católica, junto ao PT, e se manifestarem contra, e por isso foram expulso do partido. E a igreja católica então emitiu nota pública dizendo: olha não votem em ninguém do PT. Eu diria para você a mesma coisa. Algumas pessoas não vão gostar do que eu estou falando, mas estou falando bem claramente. Porque quando não se pode votar com a consciência, não adianta votar em pessoas, porque o partido já fechou questão.

Primeiro não sou Advogado e muito menos Advogado do PT. Mas não há uma verdade se quer nessas afirmações que chegaram ao pastor. Acredito, pela caminhada idônea do pastor, que faltou informação e não acredito em ma fé a priori. Mas se alguém quiser me tirar do sério, que diga simplesmente “NÃO VOTEM NO PT” aqui na Bahia (e não deve ser diferente no resto do Brasil). Aqui, Walter Pinheiro é um dos homens mais sérios que eu já conheci. Ele vota com o PT, pois é o seu partido, quando isso não fere seu credo e suas liberdades individuais previstas no estatuto do Partido dos Trabalhadores. Aqui, Neuza Cadore, ex-freira católica, depois de fazer um trabalho brilhante no sertão, E SER CRUELMENTE SABOTADA PELA EXTREMA DIREITA, é hoje uma legítima representante do REINO DE DEUS, no que isso tem de mais inclusivo, na Assembléia Legislativa do Estado. Portanto, esse dois exemplos me dão a certeza de que foi uma afirmativa muito, muito, muito infeliz generalizar o PT. Eu não digo pra ninguém votar ou não votar em partido ou pessoa alguma. Se eu oriento alguém politicamente apelo pra sua dedicação pessoal, discernimento, pesquisa e busca da verdade sobre cada candidato.

Mas além de tudo, eu ficaria triste de ver, por via judicial, o PT assumir o púlpito da PIB de Curitiba para exercer o seu direito de resposta assegurado pelo código eleitoral. Pastor Paschoal, alguém no PT decidiu caminhar a segunda milha com o senhor se isso não acontecer.

Então eu queria pedir para você levar a sério essa questão. Como pastor eu nunca fiz isso. Eu não estou dizendo para você votar em A ou B. Eu vou dizer para você em quem não votar: em pessoas que estejam trabalhando pela iniqüidade em nossa terra.

Porque senão queridos, Deus vai julgar a nossa terra. E se Deus julgar a nossa terra, isso vai acontecer na tua vida na minha vida, porque eu faço parte dessa terra. Porque Deus não tolera iniquidade. Amem? (Aplausos)”

Pastor, nessa carta aberta, eu queria fazer algumas considerações, e agora, considerações finais. Primeiro, parabéns pelos seus 30 anos de ministério. Ninguém pode descrever apenas com palavras as agruras do ministério pastoral. As solidões no meio da multidão, a sobrecarga e as conseqüências visíveis e invisíveis de um dia ter se dedicado integralmente ao ministério pastoral. Segundo, se nunca fez isso nesses 30 anos, passe mais 30 sem fazer ou consulte seus mestres e mentores. E por ultimo, queria contar uma breve historia: Quando houve toda aquela crise desencadeada pelo Dep. Roberto Jeferson, eu pensava com meus botões: “Se o presidente Lula fosse a publico e confessasse seu erro, ou omissão ou incompetência. Se o PT fizesse o mesmo (…). Na minha ignorância das complexidades da política eu creio que o desfecho seria mais limpo e proveitoso para a construção não só de um projeto de longo prazo para o PT, mas para o amadurecimento da nossa frágil democracia”. De volta ao pronunciamento do púlpito da PIB de Curitiba, eu pediria a mesma coisa com todo o amor do mundo: Se o senhor for a publico e prestar alguns esclarecimentos eu creio que será de uma grandeza imensurável e os dividendos disso para as gerações de Cristãos e cidadãos brasileiros serão imensos e colhidos por gerações. Eu quero estar sempre apto a me posicionar, pensar livremente, discutir e sempre que necessário dizer: EU ERREI! É esse meu humilde conselho ao senhor porque eu gostaria de receber tal conselho que só seria dado por alguem que se importasse comigo. Deus nos abençoe das formas mais abrangentes que o Seu infinito e gracioso amor puder, e que isso seja instrumento, não para julgamento, mas para redenção da nossa nação e de nós mesmos.

Fraternalmente,

 

Shalon Riker Lages

Anúncios

15/09/2010 - Posted by | Igreja, Liderança, Politica Nacional, Textos

29 Comentários »

  1. Como me conforta ver cristãos lúcidos como você e o Edvar, parabéns e que Deus tenha misericórdia de nós.

    Comentário por Dyeny | 15/09/2010 | Responder

  2. Lendo com atenção… e muita atençao, vc escreveu muito bem e, o mais importante, com muito amor.
    Deus te abençoe!

    Comentário por Sara | 15/09/2010 | Responder

  3. Puxa, e eu que tinha acreditado no vídeo! Que alívio o Sr. me deu. Sr. Shalon, eu quase não tenho cultura, mas você clareou minha mente e pude sentir a verdade de quem sabe o que está falando. Deus lhe abençoe. Vou mandar essa mensagem para todos que conheço e estou parando agora de falar bobagens. R Sr. realmente é um sábio de Deus, que respeita os fiéis. Aquele do vídeo não sei de que lado está, mas realmente é muito curto o diálogo dele. Que Deus lhe abençoe.

    Comentário por Maria Santiago Belli | 16/09/2010 | Responder

  4. Viva todas as coisas erradas!!!

    Comentário por Rodrigo Queiroz | 20/09/2010 | Responder

  5. Olá Shalon,
    Que maravilha sua reflexão.Incentivaria as pessoas a fazerem de seu texto o texto mais acessado da net e não aquele vídeo do Piragine.
    Abração

    Comentário por AFA Neto | 22/09/2010 | Responder

    • No site do movimento Marina Presidente, encontrei o texto abaixo, que alguns eleitores de Marina tomou como ponto de partida para algumas reflexões:Dez falsos motivos para não votar na Dilma
      Publicado por dtygel em 4 outubro 2010 às 20:43 em Voto Dilma no segundo turno
      por Jorge Furtado em 25 de julho de 2010
      Tenho alguns amigos que não pretendem votar na Dilma, um ou outro até diz que vai votar no Serra. Espero que sigam sendo meus amigos. Política, como
      ensina André Comte-Sponville, supõe conflitos: “A política nos reúne nos
      opondo: ela nos opõe sobre a melhor maneira de nos reunir”.

      Leio diariamente o noticiário político e ainda não encontrei bons argumentos para votar no Serra, uma candidatura que cada vez mais assume seu
      caráter conservador. Serra representa o grupo político que governou o
      Brasil antes do Lula, com desempenho, sob qualquer critério, muito
      inferior ao do governo petista, a comparação chega a ser enfadonha, vai
      lá para o pé da página, quem quiser que leia. (1)

      Ouvi alguns argumentos razoáveis para votar em Marina, como incluir a sustentabilidade na agenda do desenvolvimento. Marina foi ministra do
      Lula por sete anos e parece ser uma boa pessoa, uma batalhadora das
      causas ambientalistas. Tem, no entanto (na minha opinião) o
      inconveniente de fazer parte de uma igreja bastante rígida, o que me faz
      temer sobre a capacidade que teria um eventual governo comandado por
      ela de avançar em questões fundamentais como os direitos dos
      homossexuais, a descriminalização do aborto ou as pesquisas envolvendo
      as células tronco.

      Ouço e leio alguns argumentos para não votar em Dilma, argumentos que me parecem inconsistentes, distorcidos, precários ou simplesmente falsos.
      Passo a analisar os dez mais freqüentes.

      1. “Alternância no poder é bom”.
      Falso. O sentido da democracia não é a alternância no poder e sim a escolha, pela maioria, da melhor proposta de governo, levando-se em conta o
      conhecimento que o eleitor tem dos candidatos e seus grupo políticos, o
      que dizem pretender fazer e, principalmente, o que fizeram quando
      exerceram o poder. Ninguém pode defender seriamente a idéia de que seria
      boa a alternância entre a recessão e o desenvolvimento, entre o
      desemprego e a geração de empregos, entre o arrocho salarial e o aumento
      do poder aquisitivo da população, entre a distribuição e a concentração
      da riqueza. Se a alternância no poder fosse um valor em si não
      precisaria haver eleição e muito menos deveria haver a possibilidade de
      reeleição.

      2. “Não há mais diferença entre direita e esquerda”.
      Falso. Esquerda e direita são posições relativas, não absolutas. A esquerda é, desde a sua origem, a posição política que tem por objetivo a diminuição
      das desigualdades sociais, a distribuição da riqueza, a inserção social
      dos desfavorecidos. As conquistas necessárias para se atingir estes
      objetivos mudam com o tempo. Hoje, ser de esquerda significa defender o
      fortalecimento do estado como garantidor do bem-estar social, regulador
      do mercado, promotor do desenvolvimento e da distribuição de riqueza,
      tudo isso numa sociedade democrática com plena liberdade de expressão e
      ampla defesa das minorias. O complexo (e confuso) sistema político
      brasileiro exige que os vários partidos se reúnam em coligações que lhes
      garantam maioria parlamentar, sem a qual o país se torna ingovernável. A
      candidatura de Dilma tem o apoio de políticos que jamais poderiam ser
      chamados de “esquerdistas”, como Sarney, Collor ou Renan Calheiros,
      lideranças regionais que se abrigam principalmente no PMDB, partido de
      espectro ideológico muito amplo. José Serra tem o apoio majoritário da
      direita e da extrema-direita reunida no DEM (2), da “direita” do PMDB,
      além do PTB, PPS e outros pequenos partidos de direita: Roberto
      Jefferson, Jorge Bornhausen, ACM Netto, Orestes Quércia, Heráclito
      Fortes, Roberto Freire, Demóstenes Torres, Álvaro Dias, Arthur Virgílio,
      Agripino Maia, Joaquim Roriz, Marconi Pirilo, Ronaldo Caiado, Katia
      Abreu, André Pucinelli, são todos de direita e todos serristas, isso
      para não falar no folclórico Índio da Costa, vice de Serra. Comparado
      com Agripino Maia ou Jorge Bornhausen, José Sarney é Che Guevara.

      3. “Dilma não é simpática”.
      Argumento precário e totalmente subjetivo. Precário porque a simpatia não é, ou não deveria ser, um atributo fundamental para o bom governante.
      Subjetivo, porque o quesito “simpatia” depende totalmente do gosto do
      freguês. Na minha opinião, por exemplo, é difícil encontrar alguém na
      vida pública que seja mais antipático que José Serra, embora ele talvez
      tenha sido um bom governante de seu estado. Sua arrogância com quem lhe
      faz críticas, seu destempero e prepotência com jornalistas,
      especialmente com as mulheres, chega a ser revoltante.

      4. “Dilma não tem experiência”.
      Argumento inconsistente. Dilma foi secretária de estado, foi ministra de Minas e Energia e da Casa Civil, fez parte do conselho da Petrobras, gerenciou
      com eficiência os gigantescos investimentos do PAC, dos programas de
      habitação popular e eletrificação rural. Dilma tem muito mais
      experiência administrativa, por exemplo, do que tinha o Lula, que só
      tinha sido parlamentar, nunca tinha administrado um orçamento, e está
      fazendo um bom governo.

      5. “Dilma foi terrorista”.
      Argumento em parte falso, em parte distorcido. Falso, porque não há qualquer prova de que Dilma tenha tomado parte de ações “terroristas”.
      Distorcido, porque é fato que Dilma fez parte de grupos de resistência à
      ditadura militar, do que deve se orgulhar, e que este grupo praticou
      ações armadas, o que pode (ou não) ser condenável. José Serra também fez
      parte de um grupo de resistência à ditadura, a AP (Ação Popular), que
      também praticou ações armadas, das quais Serra não tomou parte. Muitos
      jovens que participaram de grupos de resistência à ditadura hoje
      participam da vida democrática como candidatos. Alguns, como Fernando
      Gabeira, participaram ativamente de seqüestros, assaltos a banco e ações
      armadas. A luta daqueles jovens, mesmo que por meios discutíveis,
      ajudou a restabelecer a democracia no país e deveria ser motivo de
      orgulho, não de vergonha.

      6. “As coisas boas do governo petista começaram no governo tucano”.
      Falso. Todo governo herda políticas e programas do governo anterior, políticas que pode manter, transformar, ampliar, reduzir ou encerrar. O governo
      FHC herdou do governo Itamar o real, o programa dos genéricos, o FAT, o
      programa de combate a AIDS. Teve o mérito de manter e aperfeiçoá-los,
      desenvolvê-los, ampliá-los. O governo Lula herdou do governo FHC, por
      exemplo, vários programas de assistência social. Teve o mérito de
      unificá-los e ampliá-los, criando o Bolsa Família. De qualquer maneira,
      os resultados do governo Lula são tão superiores aos do governo FHC que o
      debate “quem começou o quê” torna-se irrelevante.

      7. “Serra vai moralizar a política”.
      Argumento inconsistente. Nos oito anos de governo tucano-pefelista – no qual José Serra ocupou papel de destaque, sendo escolhido para suceder FHC –
      foram inúmeros os casos de corrupção, um deles no próprio Ministério da
      Saúde, comandado por Serra, o superfaturamento de ambulâncias
      investigado pela “Operação Sanguessuga”. Se considerarmos o volume de
      dinheiro público desviado para destinos nebulosos e paraísos fiscais nas
      privatizações e o auxílio luxuoso aos banqueiros falidos, o governo
      tucano talvez tenha sido o mais corrupto da história do país. Ao
      contrário do que aconteceu no governo Lula, a corrupção no governo FHC
      não foi investigada por nenhuma CPI, todas sepultadas pela maioria
      parlamentar da coligação PSDB-PFL. O procurador da república ficou
      conhecido com “engavetador da república”, tal a quantidade de
      investigações criminais que morreram em suas mãos. O esquema de
      financiamento eleitoral batizado de “mensalão” foi criado pelo
      presidente nacional do PSDB, senador Eduardo Azeredo, hoje réu em
      processo criminal. O governador José Roberto Arruda, do DEM, era o
      principal candidato ao posto de vice-presidente na chapa de Serra, até
      ser preso por corrupção no “mensalão do DEM”. Roberto Jefferson, réu
      confesso do mensalão petista, hoje apóia José Serra. Todos estes fatos,
      incontestáveis, não indicam que um eventual governo Serra poderia ser
      mais eficiente no combate à corrupção do que seria um governo Dilma, ao
      contrário.

      8. “O PT apóia as FARC”.
      Argumento falso. É fato que, no passado, as FARC ensaiaram uma tentativa de institucionalização e buscaram aproximação com o PT, então na oposição, e
      também com o governo brasileiro, através de contatos com o líder do
      governo tucano, Arthur Virgílio. Estes contatos foram rompidos com a
      radicalização da guerrilha na Colômbia e nunca foram retomados, a não
      ser nos delírios da imprensa de extrema-direita. A relação entre o
      governo brasileiro e os governos estabelecidos de vários países deve
      estar acima de divergências ideológicas, num princípio básico da
      diplomacia, o da auto-determinação dos povos. Não há notícias, por
      exemplo, de capitalistas brasileiros que defendam o rompimento das
      relações com a China, um dos nossos maiores parceiros comerciais, por se
      tratar de uma ditadura. Ou alguém acha que a China é um país
      democrático?

      9. “O PT censura a imprensa”.
      Argumento falso. Em seus oito anos de governo o presidente Lula enfrentou a oposição feroz e constante dos principais veículos da antiga imprensa.
      Esta oposição foi explicitada pela presidente da Associação Nacional de
      Jornais (ANJ) que declarou que seus filiados assumiram “a posição
      oposicionista (sic) deste país”. Não há registro de um único caso de
      censura à imprensa por parte do governo Lula. O que há, frequentemente, é
      a queixa dos órgãos de imprensa sobre tentativas da sociedade e do
      governo, a exemplo do que acontece em todos os países democráticos do
      mundo, de regulamentar a atividade da mídia.

      10. “Os jornais, a televisão e as revistas falam muito mal da Dilma e muito bem do Serra”.
      Isso é verdade. E mais um bom motivo para votar nela e não nele.

      x

      (1) Alguns dados comparativos dos governos FHC e Lula.

      Geração de empregos:
      FHC/Serra = 780 mil x Lula/Dilma = 12 milhões/

      Salário mínimo:
      FHC/Serra = 64 dólares x Lula/Dilma = 290 dólares/

      Mobilidade social (brasileiros que deixaram a linha da pobreza):
      FHC/Serra = 2 milhões x Lula/Dilma = 27 milhões/

      Risco Brasil:
      FHC/Serra = 2.700 pontos x Lula/Dilma = 200 pontos/

      Dólar:
      FHC/Serra = R$ 3,00 x Lula/Dilma = R$ 1,78/

      Reservas cambiais:
      FHC/Serra = menos 185 bilhões de dólares x Lula/Dilma = mais 239 bilhões de dólares/

      Relação crédito/PIB:
      FHC/Serra = 14% x Lula/Dilma = 34%/

      Inflação:
      FHC/Serra =12,5% (2002) x Lula/Dilma = 4,7% (2009)/

      Produção de automóveis:
      FHC/Serra = queda de 20% x Lula/Dilma = aumento de 30%/

      Taxa de juros:
      FHC/Serra = 27% x Lula/Dilma = 10,75%/

      Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 08/10/2010 | Responder

  6. Bom, acabei parando aqui e li esse texto. Não sei mesmo como Shalon me inseriu em sua lista de contatos, já que eu sequer o conheço, mas eu não vou ligar pra isso. Pelo menos, ele não manda ppt, correntes, etc… Sei que ele é evangélico e conhece inclusive o pastor da igreja que frequento, Abraão da Silva.

    Vou apenas fazer um comentário: Pinheiro é do PT e é evangélico. Diante do vídeo e de toda essa movimentação a respeito do assunto, resolvi mandar uma mensagem pra ele (no seu site e informando sobre ela no seu twitter). Pedi apenas que ele a respondesse, posicionando-se como evangélico e político, e também pelo fato de, a princípio, o meu voto ser nele.

    Ele não respondeu até hj e duvido que a responderá. Só gostaria que assim como vc sugeriu que o pr se pronunciasse, eu gostaria de ver o meu provável candidato se manifestando tb. Acho que isso traria mais segurança e clareza sobre toda essa confusão, evitando julgamentos errados e, consequentemente, o voto tb.

    Comentário por Rodrigo | 22/09/2010 | Responder

  7. Shalon,

    a verdade é que o Pr. Piragine não mentiu sobre o PT ter voto fechado em relação ao aborto. Bassuma foi perseguido por um grupo interno ao PT que buscou sua expulsão do partido por conta do seu posicionamento contrário ao aborto. Diante desta condição do partido, é importante pensarmos de maneira integral e íntegra sobre o nosso próprio posicionamento cristão (e isto inclui o voto). Eu creio que Deus julga as nações de acordo com as iniquidades que existem nelas (ver Lev 18:24). Será que o Pr. Piragine, em seus 30 anos de ministério, não lutou contra a iniquidade? Creio que este vídeo apenas se sobressalta por seu conteúdo polêmico.

    Também creio que generalizar todos os políticos do PT não é uma boa ideia. Se você encontrou candidatos que se conservam íntegros independente do partido em que estão, isto é excelente. Mas precisamos entender o momento atual, onde existe perseguição a um posicionamento cristão ou à liberdade de expressão dentro deste partido. Eu iria recomendar a carta do candidato do Dep. Gilmar Machado (PT) para os irmãos em Cristo: http://www.gilmarmachado.com.br/carta-aos-irmaos-em-cristo/ … mas ela foi retirada do ar. Eu entendi por informações da carta dele (apesar dele defender o PT) e de outras fontes (principalmente do caso Bassuma), que, no PT, deve-se ter cuidado ao se posicionar de maneira contrário à maioria, ou melhor, em relação ao voto fechado.

    Dentro das informações que o Pr.Piragine teve, creio que ele se posicionou da maneira mais corajosa e direta possível, mesmo pisando em calos/ovos… Quando Deus nos usa mesmo, precisamos dizer sobre aquilo que Ele deseja que falemos. Lembre-se que, no infinito amor de Deus, ele enviou profetas para falar de juízo… de julgamento sobre Israel, sobre seu povo…

    De qualquer forma, o recado dele foi dirigido às ovelhas dele. Acho que nós não deveríamos nos sentir atingidos por isso. Mas, se Deus falou pelo pastor, isto nos atinge, sim.

    Comentário por Abel | 23/09/2010 | Responder

  8. Shalon,

    Ficou claro que vc se sentiu ofendido ou agredido pelo que o pastor Piragine disse. Ok… cada um tem sua postura política e não vou entrar no mérito disso.

    A questão é: O PT vai forçar seus deputados e senadores a votarem a favor do tal projeto do governo? Se vc provar que não, então nem precisa ecrever nada. Basta apresentar a prova de que o PT permite que cada parlamentar seu vote conforme seus princípios éticos e religiosos.

    Ademais, o Pr Piragine está sendo muito corajoso para nadar contra a maré.

    Comentário por Márcio XM | 23/09/2010 | Responder

  9. SHALON,
    VI SUA CARTA ATRAVÉS DO CONSELHO DA JUMOC, GOSTARIA DE TE PARABENIZAR PELA CORAJEM DE ABORDAR UM TEMA DE TAMANHA REPERCURSSÃO, NO ENTANTO TENHO DE ME POSICIONAR FRENTE A ALGUNS QUESTIONAMENTOS SEUS MESMO NÃO TENDO CARTA PARA DEFENDER QUALQUER PESSOA OU CANDIDATO E SIM POR MINHAS CONVICÇÕES.
    1- Seu texto inicia abordando tema sobre sangussugas, vampiros e mensaleiros, também lamento não ter sido incluído no vídeo, pois reforçaria esse câncer da política brasileira que teve inicio no governo do PSDB de Minas Gerais e se institucionalizou no governo LULA, com aloprados, dinheiro na cueca e tantas outras afrontas a nossa nação.
    2- Ao ver seu conselho ao pastor de se calar pelos próximos 30 anos, fiquei aterrorizado só de pensar o que José Dirceu, Franklin Martins, Dilma Roussef e cia querem e pretender fazer com a liberdade de imprensa no Brasil em especial a revista Veja.
    3- Não posso concordar com você no termo parceria ideológica com a igreja católica, pois não existe nenhum documento assinado entre as partes e o Pr. Pascoal apenas cita que a CNBB, também se posicionou sobre tais fatos que o PT vem posicionando como partido e que portanto tem a ver com nossas vidas como cidadãos. Existe sim esse movimento mais de cidadãos brasileiros que tem DIREITO DE SE POSICIONAR contra A,B OU C, e do qual eu faço parte e muitos pastores de meu estado que também tem se levantado, inclusive tomando a mesma atitude do PR. Pascoal.
    4- Admirou-me sua fúria quanto à generalização do partido, pois o Pr. Pascoal foi claro, que existiam deputados do partido que eram contra o aborto e foram perseguidos e se não foram expulsos, tiveram de sair do mesmo, e isso é fato concreto e não tem como negar. Portanto a critica não foi a candidatos e sim ao partido, dessa maneira é claro que o Walter Pinheiro tem princípios, o que resta saber é se ele vai ter direito a se posicionar. Pois o texto abaixo mostra o posicionamento do partido dos Trabalhadores sobre o aborto:
    5- “O PT, através de sua secretaria defende e reafirma seu compromisso com políticas e ações, hoje incorporadas pelo governo federal, que representam as principais bandeiras de lutas dos movimentos de mulheres e feministas, e que são extremamente significativas para a melhoria da qualidade de vida das mulheres:
    • defesa do Plano Nacional de Planejamento Familiar, contribuindo para a autonomia das mulheres sobre seu corpo e sua sexualidade;
    • defesa da autodeterminação das mulheres, da discriminalização do aborto e regulamentação do atendimento à todos os casos no serviço público evitando assim a gravidez não desejada e a morte de centenas de mulheres, na sua maioria pobres e negras, em decorrência do aborto clandestino e da falta de responsabilidade do Estado no atendimento adequado às mulheres que assim optarem”.
    Resoluções do 3° Cong Partido dos Trabalhadores, 30 de agosto a 2 de setembro de 2007–Porto Alegre: Partido dos Trabalhadores,2007,pág.82. http://www.pt.org.br/portalpt/dados/bancoimg/c091207134809Resolucoesdo3oCongressodoPT.pdf
    Só fico extremamente preocupado em ver cristãos defendendo tal partido se a resolução da diretoria nacional do PT em 17/09/2009 em relação à comunicação em nosso país afirma:
    “…criando instrumentos de controle público e social e considerando a mudança de cenário provocada pelas tecnologias digitais. O PT também lutará para que as demais ações estatais nessa área promovam a pluralidade e a diversidade, o controle público e social dos meios e o fortalecimento da comunicação púbica, estatal, comunitária e sem finalidade lucrativa”.
    6- Fico feliz em saber que o PT-PR não conseguiu e nunca vai conseguir um direito de resposta via judicial, por uma razão pura simples, pois tudo que foi dito pelo Pr. Pascoal está disponível no site do PT, os quais tiveram a oportunidade de ler por inteiro e fiquei abismado com tantas palavras “controle” que existe no documento: controle social, controle dos trabalhadores, controle do estado, e muitos outros controles. Quanto ao seu conselho ao Pr. Pascoal de ir a público prestar esclarecimentos é no mínimo engraçado, pois poucas frases acima, você confirma que o presidente LULA e O PT não o fizeram na época do mensalão, por omissão ou incompetência, tenho de fazer uma triste constatação é a de que não foi por nenhum dos dois motivos e sim PORQUE CONTINUAM QUEBRANDO SIGILOS, ESCANDALOS NA CASA CIVIL, TRÁFICO DE INFLUENCIA E DOSSIES, e de maneira CÍNICA dizem que é coisa das elites e da extrema direita.
    7- Iria terminar esse texto aconselhando você a não se pronunciar pelos próximos 34 anos, porém estaria tendo a mesma atitude anti-democratica, que fere o direito de livre expressão a qual você tem direito e também pela insignificância de nosso texto frente à 2.000.000 de visualizações do vídeo.
    8- Fraternalmente em Cristo – Emerson Brito- Campo Grande/ms

    Comentário por EMERSON LEITE DE BRITO | 24/09/2010 | Responder

  10. A palavra CONTROLE, aparece 22 vezes na resolução do 3º congresso no PT, em pelo menos 14 delas, com o significado de CONTROLAR alguma coisa mesmo haha . tenso explicar isso.

    Comentário por doda | 25/09/2010 | Responder

  11. Eu apreciei a carta do irmão Shalon, mas eu estou mesmo é indignado com tanta baixeza, tanta estreiteza de mente, tanta intolerância, tanta pobreza de informação, tanto sectarismo, tanta prepotência e arrogância, reunida numa pessoa que é pastor bastista a cerca de trinta anos,me refiro ao Pastor Piragine, que a pretexto de estar fazendoi a obra de deus, salvando o pais da iniquidade, está mesmo é enganando a todos os cristãos, com sua campanha raivosa, mentirosa e omissa. É decepcionante e frustrante saber que o Pastor Piragine, só sabe acusar uma cadidata a presidente de abortista, mesmo sabendo que ela nunca mandou ninguém fazer aborto, mas esconde do povo brasileiro que José Serra é o único Candidato a Presidente que já assinou norma “técnica” ensinando como assassinar crianças de até cinco meses de gestação. A mentira que esse Pastor gravou está percorrendo o Brasil. Infelizmente, ao invés de desestimulá-lo, muitos de seus irmãos de fé e até alguns pastores desavisados estão estimulando esse irmão Pastor a continuar mentindo. Mas o Pastor Piragine, ainda pode reconquistar sua credibilidade, mandando uma carta aberta aos cristãos brasileiros ou um vídeo, ou as duas coisas, pedindo perdão aos cristãos pela sua omissão e leviandade. O Pastor escondeu o fato de Serra ser um monstro assassino de crianças, de ter assinado “norma técnica” editada no dia 9 de novembro de 1998, quando era Ministro da Saude, ensinando aos hospitais do SUS os meios mais eficientes de matar uma criança; escondeu também que Serra pertencer a um Partido iníquo, que através da Senadora Eva Blay (PSDB-SP), no dia 23 de junho de 1993, apresentou o Projeto de Lei no Senado n° 78/1993, revogando todos os artigos do Código Penal que criminalizam e penalizam a prática do aborto, com o propósito de legalizá-lo em todo o Brasil; O Pastor Piragine escondeu que o Plano Nacional de Direitos Humanos II (PNDH II) foi feito por Fernando Henrique Cardos (PSDB) com apoio irrestrito de José Serra, em 2002, que defendia a ampliação dos casos de aborto legal, o casamento de pessoas do mesmo sexo, e a regulamentação da profissão de prostituta e outras iniquidades.
    O PNDH II, assinado em 2002 pelo governo Fernando Henrique e com apoio de José Serra, na pagina 16 , defende a ampliação da legalização do aborto. Leia abaixo o que está no PNDH II:
    “179. Apoiar a alteração dos dispositivos do Código Penal referentes ao estupro, atentado violento ao pudor, posse sexual mediante fraude, atentado ao pudor mediante fraude e o alargamento dos permissivos para a prática do aborto legal, em conformidade com os compromissos assumidos pelo Estado brasileiro no marco da Plataforma de Ação de Pequim.” O silencio do Pr Piragine sobre Jose Serra e sua ligação com a defesa intransigente do aborto, coloca em xeque a honestidade do pastor com os cristãos. Não dá pra admitir que depois de trinta anos, ele resolve fazer um vídeo dessa natureza, e não toma os devidos cuidados de primeiro fazer uma pesquisa criteriosa sobre o assunto, para não cometer o terrível erro, que pode custar toda a credibilidade que ele construiu durante trinta anos. Ora, será que o Pastor não sabia mesmo, que Serra é o único dos candidatos a presidente da República, que tem experiência como exterminador de seres humanos com até cinco meses de gestação? Pastor Piragine vai deixar os irmão batistas votar nesse monstro assassino de crianças? Mas se ele não alertá-los desse perigo ele estará sendo omisso. Ou ele decidiu que o que importa é não votar na Dilma.? Só isso é que importa? Mas uma das funções precípuas do Pastor não é proteger e alertar suas ovelhas para não votar em monstro como Serra, que acha que pode decidir quem deve nascer e quem deve morrer? O Pastor Piragine não demonstra coragem quando toma a infeliz decisão de gravar esse vídeo, não está sendo usado por Deus, porque Deus nunca desejou que ele se transformasse em pessoa mentirosa, leviana e parcial, em que se tornou com a gravação desse vídeo. Vejo com tristeza os aplausos de leigos e pastores desavisados a essa conduta criminosa do Pastor Piragine. Quando chamo de conduta criminosa, estou me referidno ao crime de calúnia, previsto no artigo 138 do Código Penal Brasileiro, que fala da imputação falsa de fato definido como crime. Ex.: Acusar o PT de pedofilia é calúnia. Como pode ser capaz de tanta baixeza? Depois de trinta anos de ministério de pastor! Como pode ser iludido para prestar esse desserviço a todos nós, e a todos os brasileiros das várias denominações evangélicas? Ele fez acusações sem provas. Ele mentiu ao associar o PT à pedofilia, ao genocídio de crianças indígenas. Além dele quem ousaria dizer que existe hoje no Brasil algum partido associado a pedofilia? Ninguém. A não ser alguém que absorveu essa mentira que ele está espalhando pelo Brasil afora. Isso é uma infâmia, uma baixeza sem tamanho, uma agressão a todos que prezam a verdade e a justiça. Mas outra coisa que me entristece é saber que essa cruzada de intolerância e de ódio, da qual o Pastor Piragine é um dos inauguradores, e nessa cruzada de ódio ele está de braço dado com o bispo de Guarulhos-SP (este pertence a Igreja Católica Apostólica Romana, que ampara e protege padres e bispos pedófilos para não serem presos, isto é fato, não é historinha não) . Esse bispo católico também está mentindo e escondendo as verdadeiras informações sobre o sanguinário exterminador de crianças, o José Serra, que não época que assinou a norma “técnica” ensinando como matar de forma eficiente vidas indefesas de até cinco meses de vida, se escondeu para não receber uma comissão da CNBB, que pretendia tratar do assunto com ele.
    Espero que Pastor tenha a grandeza e a humildade de tentar consertar a terrível omissão. De pedir perdão a Deus e aos cristãos pela sua omissão quanto a ter escondido que Serra é uma besta assassina de crianças, e quanto ter deixado de pedir aos irmão do Brasil pra não votar em Serra, o iníquo, a besta assassina. Por conta dessa omissão muitos irmãos ainda podem votar no Serra, este covarde assassino de vidas humanas indefesas, e praticante de outras iniqüidades, como mentir sistematicamente. Todos sabemos que quem mente é filho do diabo, mas você pode dizer que o pastou não mentiu, ela apenas omitiu, escondeu, protegeu o José Serra. Onde esteve este Pastor durante trinta anos que não sabe quem é o Serra? Onde estavas, irmão! Onde estavas tu, no dia 09 de novembro de 1998, quando esse sujeito Serra, então Ministro da Saúde, assinou uma fatídica norma técnica, ensinando, institucionalizando, regulamentando a prática de aborto? Ou o Pastor é a favor do aborto e também está escondendo isso de nós? Ou está comprometido até a medula com candidatura presidencial do PSDB/DEMO. Mas de qualquer maneira isso é um direito dele. Mas por que o Pastor não assume a candidatura Serra publicamente? Tem vergonha de assumir tal candidatura? Ou quem será o candidato que para o Pastor, seria um autêntico cristão e defensor da teses que ele advoga. Não seria a Marina? Marina não cabe naquele figurino do Pastor Piragine, ela é socialista, amiga do Lula, verde por fora e vermelha por dentro, como disse o bispo de Guarulhos. Seria o Eymael, o democrata cristão? Em quem devemos votar! O Psol é radical, o PSTU é mais ainda. A recomendação do Pastor e a do bispo de Guarulhos não ajuda em nada a nenhum de nós. É a recomendação mais insensata que já vi, não ajuda em nada a nos posicionarmos. Já vi campanhas nojentas e baixas, em 1989, e quando apareceu a Regina Duarte dizendo que estava com medo. As questões polêmicas como a homossexualidade, precisam ser debatidas com calma, com lucidez, sem descambar para a intolerância, para o ódio. Penso que devemos valorizar as conquistas democráticas alcançadas até aqui. É contraditório eu dizer que sou contra a discriminação do homossexual, mas ao mesmo tempo não posso admitir que haja uma lei estabelecendo uma punição para quem cometer crime contra o homossexual. Isso preciso se melhor esclarecido. Mas os discursos que a gente lê nos sites evangélicos (Silas Malafais, Piragine, e alguns Bispos católicos), parecem que eles querem uma república à moda islâmica, um estado religioso, ou então um regime de segregação dos homossexuais como era a ditatura cubana até 1990, quando os homossexuais eram preso e deportado para um campo de trabalho forçado, ou a pena de morte para homossexuais, ou uma espécie de cidadania pela metade. Não sabemos que o que o Pastor Silas propõe. Não sabemos o que o Pastor Piragine propõe. Eles se limitam a fazer uma campanha negativa, pobre demais! O Pastor Piragine e outros que estão aplaudindo esta cruzada de negativismo, de intolerância, de ódio, de chantagem (dizendo que vamos ser condenados, que se votarmos em desacordo com a recomendação do pastor e do bispo) estaremos atraindo a condenação, isso não ajuda em nada. A Bíblia diz: não é por força nem por violência, mas pelo Espírito de Deus. Podemos parafrasear da seguinte maneira: não é por chantagem, nem por ameaça de julgamento e de condenação, nem pelo ódio, nem pelo negativismo, nem pela intolerância, mas pelo Espírito de Deus. Certa vez li um livro do Pastor Enéas Tognini, da Igreja Batista, e ele contava uma histórinha para explicar esse versículo. Ele contava que um certo homem caminhava por uma estrada, e que este estava usando um Paletó elegante, e que o vento implicou com aquele homem porque ele estava vestindo um paletó tão elegante e resolveu fazer o homem tirar o paletó. E o vento passou a soprar forte contra o transeunte, soprava forte e cada vez mais forte e de todos os lados, o homem caia, se levantava, caia de novo, mas sempre segurando o seu elegante paletó, depois de muito tempo o vento parou e desistiu, o máximo que o vento conseguiu foi fazer soltar alguns dos botões, o homem continua segurando seu paletó, continuava vestido. E o vento ficou observando o que iria acontecer. O sol foi se aquecendo, e na medida que ia aumentando a temperatura, o homem ia desabotoando o paletó, até que desabotoou todos os botões e tirou o paletó e colocou no ombro e continuou seguindo viagem. A força não conseguiu, mas a suavidade do calor do sol conseguiu.
    Acorda irmão Piragine! Você ainda pode se erguer das cinzas da imundície da baixeza em que se meteu! Levanta-te homem de Deus, sacode a poeira e peça perdão ao Brasil cristão por ter escondido a história do Jose Serra e sua relação com a defesa do aborto.
    Faço votos que o Pastor Piragine não se acovarde, que pare de esconder o Serra, e que grave um novo vídeo, para pedir aos irmãos do Brasil para não votar no defensor número um do abominável aborto, e aproveite para informar ao Brasil quem é ele.

    Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 25/09/2010 | Responder

    • O interessante é que Serra se declara contra o aborto. Esta resolução de 1998 não seria a resolução que legaliza o aborto nos casos graves de risco de vida para a mãe ou a criança, e casos de estupro? Pelo que li dos seu próprio texto, o Serra só apoia estes casos.

      Que Deus nos dê discernimento na hora do voto para escolher pessoas competentes e íntegras.

      Quanto ao discurso do Pr.Piragine, não penso que seria preciso retirar nem acrescentar nenhuma vírgula.

      Comentário por Abel | 26/09/2010 | Responder

  12. Meu caro Abel, tanto o Pastor Piragine quanto o seu comparsa nesta “cruzada santa” o bispo de guarulhos, são contra o aborto em todos os casos. Ele, se for realmente uma pessoa do bem, não vai ter problema nenhum em se descupar pela omissão. Não existem nenhum partido no brasil, que possa ser acusado de estimular a pedofilia e o infanticídio indígena. Nesto ponto o Pastor cometeu crime de calúnia. E por ser pastor ele não está acima da lei, e tampouco tem carta branca para violá-la à vontade sem ser punido. Todos tem liberdade de expressão garantida na Constituição Federal, liberdade ampla para criticar, opinar, e etc. mas quando se usa essa liberdade para caluniar, para ofender, aí o certo é ser enquadrado. O comportamento criminoso do Pastor, estimula outras pessoas a também achar que pode caluniar à vontade, que a lei não vale nada, que a lei só deve valer para os farofeiros, para os pés de chinelo, para os trabalhadores, para os negros e prostitutas. Mas isso precisa mudar para melhor. Você entende que o discurso do Pastor Piragine está perfeito, não tem que acrescentar nem tirar uma vírgula. Você não percebe que está fazendo apologia do crime de calúnia, previsto no artigo 138 do Codigo Penal Brasileiro. E tanto a sua posição quanto a do Pastor Piragine, agride frontalmente o Estado Democrático de Direito, por que estimula a prática de delitos.

    Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 26/09/2010 | Responder

    • EXCELENTE!!… POIS O SENHOR ME FEZ PESQUISAR UM POUCO MAIS.
      Inclusive revi o vídeo do Pr.Piragine[1] me aprofundando no que ele disse. Fiz isto para verificar quando foi que ele supostamente acusou o PT de pedofilia e infanticídio conforme suas palavras.

      [1] O Pr.Piragine interrompe o discurso sobre iniquidade e solicita atenção em um vídeo que não trata de nenhum partido, mas fala diretamente sobre o estágio atual da sociedade brasileira. Quando o vídeo comenta sobre infanticídio, diz que isto vem ocorrendo sobre as “vistas grossas de quem poderia ajudar”. É verdade. Podemos dizer que o vídeo todo tratou de vários assuntos (união homossexual, pedofilia, violência doméstica, aborto etc). Ao terminar o vídeo, o Pr. comenta: “Tudo isto está acontecendo em termos de projetos de Lei desta nação. (…) Tem um partido político que fechou questão sobre estas coisas”… Imagino que o Pr. tirou esta conclusão sobre o PT ter “fechado questão nestes itens”, devido ao Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH)[2] ter sido submetido pelo presidente Lula, filiado ao PT, e sob a coordenação da Casa Civil da Presidência da República,. Os itens da PNDH deverão ser votados na próxima legislatura. Segundo o Pr. Piragine são itens “fechados” para o PT e que também exigem o trabalho dos atuais ministros de estado para pressionar pela sua aprovação…

      No PNDH II[2], existem itens polêmicos:
      “117. Excluir o termo ‘pederastia’ do Código Penal Militar.” – pederastia é o sexo entre homem e menino[3] ou adolescente, o que pode-se entender como pedofilia
      “179.(…)e o alargamento dos permissivos para a prática do aborto legal” – descriminalização do aborto
      “239. Desenvolver políticas de proteção do patrimônio cultural e biológico e dos conhecimentos tradicionais dos povos indígenas, em especial as ações que tenham como objetivo a catalogação, o registro de patentes e a divulgação desse patrimônio.” – proteção a hábitos indígenas, o que inclui o infanticídio
      “494. Ratificar a Convenção nº 169, sobre Povos Indígenas e Tribais em Países Independentes, adotada pela OIT em 1989.” – desmembramento do Brasil

      No PNDH III[4], são alguns pontos polêmicos:
      “Objetivo estratégico V: Apoiar projeto de lei que disponha sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.”
      “Objetivo estratégico VI: Desenvolver mecanismos para impedir a ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União.”

      Referências:
      [1] http://www.youtube.com/watch?v=ILwU5GhY9MI
      [2] http://portal.mj.gov.br/sedh/pndh/pndhII/Texto%20Integral%20PNDH%20II.pdf
      [3] http://pt.wikipedia.org/wiki/Pederastia
      [4] http://www.dhnet.org.br/dados/pp/a_pdf/pndh3_programa_nacional_direitos_humanos_3.pdf

      Comentário por Abel | 27/09/2010 | Responder

  13. 12.Meu caro Abel, tanto o Pastor Piragine quanto o seu comparsa nesta “cruzada santa” o bispo de guarulhos, são contra o aborto em todos os casos. Ele, se for realmente uma pessoa do bem, não vai ter problema nenhum em se desculpar pela omissão. Não existem nenhum partido no brasil, que possa ser acusado de estimular a pedofilia e o infanticídio indígena. Nesto ponto o Pastor cometeu crime de calúnia. E por ser pastor ele não está acima da lei, e tampouco tem carta branca para violá-la à vontade sem ser punido. Todos tem liberdade de expressão garantida na Constituição Federal, liberdade ampla para criticar, opinar, e etc. mas quando se usa essa liberdade para caluniar, para ofender, aí o certo é ser enquadrado. O comportamento criminoso do Pastor, estimula outras pessoas a também achar que pode caluniar à vontade, que a lei não vale nada, que a lei só deve valer para os farofeiros, para os pés de chinelo, para os trabalhadores, para os negros e prostitutas. Mas isso precisa mudar para melhor. Você entende que o discurso do Pastor Piragine está perfeito, não tem que acrescentar nem tirar uma vírgula. Você não percebe que está fazendo apologia do crime de calúnia, previsto no artigo 138 do Codigo Penal Brasileiro. E tanto a sua posição quanto a do Pastor Piragine, agride frontalmente o Estado Democrático de Direito, por que estimula a prática de delitos.

    Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 26/09/2010 | Responder

  14. Irmão, saiu mais uma carta do Silas Malafais, nova declaração política, veja:“NÃO VOTO MAIS EM MARINA E DIGO POR QUÊ” DECLARAÇÃO DO PR SILAS MALAFAIA
    Pior do que o ímpio é um cristão que dissimula. Eu queria entender como uma pessoa que se diz cristã, membro da Assembleia de Deus, afirma que se for eleita presidente do Brasil vai convocar um plebiscito para que o povo decida se aprova ou não o aborto, ou se aprova ou não o uso da maconha.
    Marina precisa aprender com a ex-senadora Heloísa Helena, católica praticante e pertencente a um partido ultrarradical. Heloísa Helena declarou peremptoriamente: “Sou contra o aborto!” Na audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, deu um verdadeiro show, não apenas à luz de questões religiosas, como também científicas. Ela mostrou a desgraça, a mazela, e uma das coisas que mais aborrecem a Deus: a força dos poderosos contra os indefesos. Ao propor plebiscito, Marina está “jogando para a torcida”, para ficar bem com os que são contra e com os que são a favor. SAI DE CIMA DO MURO, MINHA IRMÃ! QUE PLEBISCITO COISA NENHUMA! O povo brasileiro não tem todas as informações necessárias para decidir esta questão de maneira isenta. Temos toda a mídia a favor dessa nojeira do aborto. Com certeza vão jogar pesado para influenciar.
    Cultivar uma vida cristã significa ser radical. Radical contra o pecado, contra esse sistema
    mundano dirigido pelo diabo. Como diz a Bíblia, não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento (Romanos 12.2).
    A palavra de Marina como cristã teria de ser apenas isto: “Sou contra o aborto e a legalização da maconha”. Como faltaram convicção e firmeza em suas declarações, uma vez que o cristão tem de “mostrar a cara” posicionando-se de forma categórica contra o pecado, Marina perdeu meu voto. Já que não tenho tantas opções, votarei em Serra para presidente.
    Infelizmente, Marina não nega suas raízes petistas.
    Silas Malafaia, Pastor
    Rio de Janeiro, 27 de setembro de 2010
    Extraído do site oficial – http://www.silasmalafaia.com.br

    Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 28/09/2010 | Responder

    • Caro Adauto Gonçalves do Santos. Me parece que você está meio perdido em suas idéias. Escreveu um texto gigante falando mal do Serra dentre tantas outras coisas. E depois de ler a resposta do Abel (o qual gostei muito), jogou um texto do Pr. Silas Malafaia tratando sobre a candidata Marina Silva… Isso dá a enteder que você respeita a palavra e a pessoa do Pr. Silas Malafaia, correto? O que me diz dele, então, voltar no (como você mesmo disse) “Montro assassino de Crianças”??? Não entendi sua posição. Me pareceu que o Pr. Silas Malafaia, ao terminar sua carta, também é contra o PT dizendo que a Marina não nega suas raízes petistas. Se o Silas Malafaia também é contra o PT, e você gosta de seus textos, por que ficou tão ofendido quando disseram que não é para votar no PT porque este partido estaria com questões fechadas sobre aqueles determinados assuntos?????
      Não quer saber e nem preciso saber em quem você vai votar… mas se não vai votar no serra (monstro assassino de criancinhas), na Marina (que fica em cima do Muro) ou na Dilma (porque o Silas vai votar no Serra e talvez deve ser contra o PT também), só sobra os outros como, Plinio Sampaio, Levy Fidélix entre alguns outros mais.
      É…. boa sorte.

      Comentário por Sazon | 29/09/2010 | Responder

      • Na verdade eu quis divulgar a Carta do Malafaia, acho que tem razão em algumas coisas que diz da Marina, mas daí trocar Marina por Serra, boi bem esquisito. Mas o que não gostei mesmo da atitude do Pastor Piragine foi a parcialidade e o desconhecimento sobre a linha dos Partidos. Ele deveria ter começado pelo PV, que é pioneiro na defesa do aborto, da liberação da maconha, do casamento de pessoas do mesmo sexo, homanageia um homossexual chamado Herbert Daniel, dando o nome dele a uma fundação do Partido Verde, esse Herbert Daniel já foi inclusive candidato a presidente da república. Nenhum dos demais partidos condenam o aborto, a união gay e etc. Infelizmente a prática da corrupção está entranhada em grande parte dos políticos brasileiros, seja de que partido for, e então o Pastor Piragine vem e mira apenas num partido. Poxa, também o cara passou 30 anos da vida dele como se estivesse em estado de coma político, 30 anos na mais completa alienação da realidade. 30 anos de omissão, isto também é iniquidade! Muitos de nós, enquanto o Pastor Piragine estava se lichando para as pessoas vitimadas pela iniquidade do Estado. alheio à falta de políticas públicas voltada para a promoção da dignidade humana, nós estávamos na frente de combate; enquento isto, onde estava o digníssimo Pastor? De repente acorda do seu egoísmo, de seu sono profundo, de sua letargia, de sua apatia, de seu conformismo, para nos dizer o óbvio, para dizer que o Brasil é um País iníquo. A omissão dele também é iniquidade. A falta de sensibilidade, de respeito e de consideração que ele tem com os irmãos batistas,que são deputados e candidatos a cargos eletivos, pelo PT, e que são pessoas íntegras, corretas, honradas, e que não merecia (aliás ninguém merece) está sendo vítima de insultos e ofensas pelas internet, graças a campanha odiosa que ele desencadeou. Inspirados nesse Pastor, a intenet está cheia de profestas do caos, de insinuações maldosas, acusaçõe sem provas. O que o Pastor está fazendo com seus proprios irmão de fé é reprovável e é iníquo. Até parece que o Pastor levou uma forte pancada na cabeça, teve os seu sistema nervoso central afetado, pois depois que despertou de sua indiferença, de sua iníqua indiferença, sua mensagem se resume em: Não vote no PT, Não vote no PT, Nâo vote No PT, O Pt é culpado pelo estado de iniquidade que se alastra pelo Brasil. E o Presidente Lula (com quase 80% de aprovação popular, é o capeta em pessoa). Se perguntarmos a minha provável candidata a Presidenta, Marina Silva, se o Pastor está dizendo a verdade, ela vai dizer que não. E só não vai dizer que ele deve ter caido dum poste e batido com a cabeça, por educação. Entre os candidatos a presidentes nem mesmo o Eymael, do PSDC, é contra o aborto e união de pessoas do mesmo sexo, mas nenhum partido é mais eloquente na defesa da liberação da maconha e da união civil de pessoas do mesmo sexo, do que o PV. Parece que se queremos um partido que se oponha radicalmente ao casamento de pessoas do mesmo sexo e ao aborto, temos de criar esse partido. Não existe ainda. Se nós queremos alguem que seja totalmente contrário ao aborto,ao casamento gay, temos que, na próxima eleição indicar o Pastor Piragine ou o Pastor Malafaia ou outro, ou um irmão que tenha essa posição, e que a defenda com todas as forças.

        Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 30/09/2010

      • É complicado e confuso quando Dilma diz ser contra o aborto, mas o PT expulsa 2 membros por serem contrários à descriminalização do aborto… Os fatos deixam muito claro que o PT “fechou questão” sobre os itens do PNDH, que foi
        assinado como decreto pelo presidente.

        Adauto, por favor, veja meus comentários sobre o PNDH e compare com o que foi abordado pelo Pr.Piragine, pois ele e alguns bispos católicos também alertaram seus rebanhos sobre tais propostas.

        Vamos voltar para a Bíblia como este artigo propõe?
        http://noticiasdesiao.wordpress.com/2010/10/01/pastor-piragine/

        Discordando ou concordando, precisamos ver o que é fato concreto, orar e buscar a sabedoria do Pai…

        Desejo a todos uma votação consciente.
        Deus estará sempre no controle de tudo.

        Abraços.

        Comentário por Abel | 01/10/2010

      • Olá Adalto Gonçalves, achei que você foi muito mais sensato neste seu último comentário. Eu concordo plenamente com você quando diz que não existe partido que se pronuncie contra o casamento homossexual, e também tantos outros assuntos que, para nós Cristãos, são de extrema importância não ser levado adiante. Realmente teríamos que colocar, como você mesmo disse, o Prórpio Silas, Pirangine e outros para aí tentar bloquear estas ações que estão para serem votadas e aceitas pela constituição nacional.
        Minha opinião, na verdade é que querendo ou não, estamos perto do fim. Os sinais são claros do fim dos tempos. E se temos que encarar (o que já vimos encarando a anos) a iniqüidade em nosso país, que encaremos em oração e fazendo a nossa parte de espalhar o evangelho e o amor de Cristo para todos. Se a Igreja trabalhar bem, se a Igreja encarar a sua verdadeira missão com seriedade, então teremos um País debaixo da graça de Deus. Porque isso tudo só mudaria se a Igreja fizesse a sua parte…
        E se, por acaso, acontecer mesmo (seja com quem for o presidente) a lei da mordaça e perdermos a liberdade de culto, não temos o que temer. Acho que não temos que ter medo da perseguição: Bem-aventurados os perseguidos por causa da Justiça, pois deles é o Reino dos céus. Mt 5:10 ou, na liguagem de hoje: Felizes as pessoas que sofrem perseguições por fazerem a vontade de Deus, pois o Reino do Céu é delas. Também não temos que ter medo, pois a autoridade de qualquer pais, é instituida por Deus (Obedeçam às autoridades, todos vocês. Pois nenhuma autoridade existe sem a permissão de Deus, e as que existem foram colocadas nos seus lugares por ele. – RM 13:1). Se for da vontade de Deus que a Dilma ou Serra entre… ninguém vai impedir.
        Com a mensagem do Paschoal ou sem ela, Deus já sabe quem vai governar este país. E seja quem for, temos que confiar que é a pessoa que Ele quer no poder. Se ele foi infeliz ou não, existem muitas opiniões diferentes e posições diferentes. O fato é que isso não foi em vão… isso, fez muitos Cristãos ir mais a fundo na questão política e verificar se era ou não verdade.
        Enfim, cada um de nós temos que votar debaixo de muita oração. E que Deus abençoe a todos nós para sabermos votar sabiamente.
        Cada um de nós sabemos em quem iremos votar. Podem ser opiniões diferentes ou iguais e isso não vai mudar nunca. Não serei eu quem vai colocar a minha vontade sobre a de outras pessoas. O fato é que cada um tem uma opinião. Seja no Serra ou na Dilma, que Deus os abençoe e NOS abençoe nós próximos 4 anos.

        Comentário por Sazon | 11/10/2010

  15. Pastor Shalon,

    Gostei dos seus comentários a respeito das infelizes palavras proferidas pelo colega de Curitiba. Mas gostaria de saber a sua opinião sobre um assunto que ao meu ver tb é importante. O Fluminense terá forças para ganhar o campeonato brasileiro? rs Abraço com saudades…

    Comentário por Dilon | 28/09/2010 | Responder

  16. Eu adorei o seu texto, estava meio por fora dessa situação, mas agora assisti o video, e li seu texto, que Deus te abençoe!

    Comentário por juliana | 28/09/2010 | Responder

  17. Shalon, o que acha das respostas do Rodrigo, Abel, Marcio XM ou do Emerson Leite de Brito?
    Gostei bastante das respostas deles… e você? O que achou? Tem alguma coisa para trantar diante dos fatos apresentados por eles?
    Outra coisa, já que estamos falando de parâmetros Cristãos, o que você tem a dizer sobre o Vice de Dilma Russef – Michel Temer – sobre ele ser satanista? Acha que isso não influencia em nada o voto do Cristão?

    Mais uma coisinha. Com relação ao vídeo mostrado, você perguntou se existe alguém que seja a favor da pedofilia (Realmente deve ser difícil de acreditar se tem alguém a favor disso), você questionou a lei da mordaça (duvido que isso possa ser de boa valia para nós, Você vai entender quando eu chegar no fatos sobre homossexualismo), e também questionou a questão das tribos indígenas. E o casamento Homosexual? E a liberdade da Igreja em ensiar que o homessexualismo é errado? A lei da mordaça é para isso tb!
    Disso você não achou nada para falar… por que? Como nós, Cristãos, podemos ser a favor disso? Temos é que lutar contra isso!!! Perante Deus, isso é ERRADO. O que você tem a dizer sobre isso quando o PT é a favor?
    O video tratava sobre maus tratos com as mulheres. Aí eu pergunto para você: Existe alguém que seja a favor de maus tratos às mulheres?? Aí eu tenho que entender, que SIM, infelizmente, pois o Lula apoia 100% o candidato a senador Netinho, que foi levado à delegacia 2 vezes por espancar sua esposa…. que mundo é esse?? Apoiando pessoas que espancam mulheres? Isso tudo só nos leva a crer que o Pr. Paschoal teve motivos para falar o que falou….
    Tem muito mais coisas… mas aqui já coloquei bastante, né?
    Fico aqui no aguardo de suas respostas.

    Um grande abraço,
    Sazon

    Comentário por Sazon | 29/09/2010 | Responder

  18. com a proximidade da eleição iria me posicionar sobre alguns comentários que foram feitos após meu texto, mas acredito que seriam apenas pontos de vistas que não mudariam em nda a discussão. no entanto gostaria de deixar registrado que em minha cidade em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, foi realizado em praça pública um movomento de clamor e oração por essas eleições, nesse movimento onde cerca de 1.ooo evangélicos se reuniram foi feito um manifesto que foi assinado por vários políticos de vários sobre temas polemicos e que mostram o posicionamento de nós evangélicos, independente de partido político.
    Portanto peço a Deus que nos de sabedoria de escolher os nosso candidatos e que tenha misericórdia de nossa nação e que nada venha nos calar de proclamar o evangelho.

    segue o anexo do manisfesto para quem possa interessar:

    http://primeirabatista.org.br/canal/noticia/id/236

    emerson brito

    Comentário por EMERSON LEITE DE BRITO | 30/09/2010 | Responder

  19. gostaria de lamentar profundamente a censura feita por usarios do youtube ao vídeo do pastor paschoal piragine, simplesmente comprovando que as intnçoes desse partido é a de não deixar ninguem se posicionar contra eles, nessa hora gostaria de ver líderes que defenderam o PTe dilma roussef, solicitassem o desbloqueio do vídeo ou falasem que a censura começou!!

    Comentário por EMERSON LEITE DE BRITO | 15/10/2010 | Responder

  20. Pastor, a máscara do Serra continua caindo. Ele continua sendo desnudado perante o Brasil. A dona Monica era só hipocrisia, acusou Dilma de ser assassina de criancinha, escondendo que ela própria matou o proprio filho de 4 meses de gestação: Leia publicação do Correio do Brasil.
    “Monica Serra já fez um aborto e sou solidária à sua dor”, afirma ex-aluna da mulher de presidenciável
    Correio do Brasil, 13/10/2010 12:39, Por Redação, do Rio de Janeiro e São Paulo
    Ano XI – Número 3941
    Sylvia Monica Serra foi professora de dança na Unicamp
    O desempenho do presidenciável tucano, José Serra, no debate do último domingo pela TV Bandeirantes, foi a gota d’água para uma eleitora brasileira. O silêncio do candidato diante da reclamação formulada pela adversária, Dilma Rousseff (PT) – de que fora acusada pela mulher dele, a ex-bailarina e psicoterapeuta Sylvia Monica Allende Serra, de “matar criancinhas” –, causou indignação em Sheila Canevacci Ribeiro, a ponto de levá-la até sua página em uma rede social, onde escreveu um desabafo que tende a abalar o argumento do postulante ao Palácio do Planalto acerca do tema que divide o país, no segundo turno das eleições. A coreógrafa Sheila Ribeiro relata, em um depoimento emocionado, que a ex-professora do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Monica Serra relatou às alunas da turma de 1992, em sala de aula, que foi levada a fazer um aborto “no quarto mês de gravidez”.
    Em entrevista exclusiva ao Correio do Brasil, na noite desta segunda-feira, Sheila deixa claro que não era partidária de Dilma ou de Serra no primeiro turno: “Votei no Plínio (de Arruda Sampaio)”, declara. Da mesma forma, esclarece ser apenas uma eleitora, com cidadania brasileira e canadense, que repudiou o ambiente de hipocrisia conduzido pelo candidato da aliança de direita, ao criminalizar um procedimento cirúrgico a que milhões de brasileiras são levadas a realizar em algum momento da vida. Sheila, durante a entrevista, lembra que no Canadá este é um serviço prestado em clínicas e hospitais do Estado, como forma de evitar a morte das mulheres que precisam recorrer à medida “drástica e contundente”, como fez questão de frisar.
    No texto, intitulado “Respeitemos a dor de Mônica Serra”, Sheila Ribeiro repete a pergunta de Dilma, que ficou sem resposta:
    – Se uma mulher chega em um hospital doente, por ter feito um aborto clandestino, o Estado vai cuidar de sua saúde ou vai mandar prendê-la?
    Leia o texto, na íntegra:
    “Respeitemos a dor de Mônica Serra
    “Meu nome é Sheila Ribeiro e trabalho como artista no Brasil. Sou bailarina e ex-estudante da Unicamp onde fui aluna de Mônica Serra.
    “Aqui venho deixar a minha indignação no posicionamento escorregadio de José Serra, que no debate de ontem (domingo), fazia perguntas com o intuito de fazer sua campanha na réplica, não dialogando em nenhum momento com a candidata Dilma Roussef.
    “Achei impressionante que o candidato Serra evita tocar no assunto da descriminalização do aborto, evitando assim falar de saúde pública e de respeitar tantas mulheres, começando pela sua própria mulher. Sim, Mônica Serra já fez um aborto e sou solidária à sua dor.
    “Com todo respeito que devo a essa minha professora, gostaria de revelar publicamente que muitas de nossas aulas foram regadas a discussões sobre o aborto, sobre o seu aborto traumático. Mônica Serra fez um aborto. Na época da ditadura, grávida de quatro meses, Mônica Serra decidiu abortar, pois que seu marido estava exilado e todos vivíamos uma situação instável. Aqui está a prova de que o aborto é uma situação terrível, triste, para a mulher e para o casal, e por isso não deve ser crime, pois tantas são as situações complexas que levam uma mulher a passar por essa situação difícil. Ninguém gosta de fazer um aborto, assim como o casal Serra imagino não ter gostado. A educação sobre a contracepção deve ser máxima para que evitemos essa dor para a mulher e para o Estado.
    “Assim, repito a pergunta corajosa de minha presidente, Dilma Roussef, que enfrenta a saúde pública cara a cara com ela: se uma mulher chega em um hospital doente, por ter feito um aborto clandestino, o Estado vai cuidar de sua saúde ou vai mandar prendê-la?
    “Nesse sentido, devemos prender Mônica Serra caso seu marido seja eleito presidente?
    “Pelo Brasil solidário e transparente que quero, sem ameaças, sem desmerecimento da fala do outro, com diálogo e pelo respeito à dor calada de Mônica Serra,
    “VOTO DILMA”, registra, em letras maiúsculas, no texto publicado em sua página no Facebook, nesta segunda-feira, às 10h24.
    Reflexão
    Diante da imediata repercussão de suas palavras, Sheila acrescentou em sua página um comentário no qual afirma ser favorável “à privacidade das pessoas”.
    “Inclusive da minha. Quando uma pessoa é um personagem público, ela representa muitas coisas. Escrevi uma reflexão, depois de assistir a um debate televisivo onde a figura simbólica de Mõnica Serra surgiu. Ali uma incongruência: a pessoa que lutou na ditadura e que foi vítima de repressão como mulher (com evento trágico naquele caso, pois que nem sempre o aborto é trágico quando é legalizado e normalizado) versus a mulher que luta contra a descriminalização do aborto com as frases clássicas do “estão matando as criancinhas”. Quem a Mônica Serra estaria escolhendo ser enquanto pessoa simbólica? Se é que tem escolha – foi minha pergunta.
    “Muitas pessoas públicas servem-se de suas histórias como bandeiras pelos direitos humanos ou, ainda, ficam quietas quando não querem usá-las. Por isso escrevi ‘respeitemos a dor’. Para mim é: respeitemos que muita gente já lutou pra que o voto existisse e que para que cada um pudesse votar, inclusive nulo; muita monica-serra-pessoa já sofreu no Brasil e em outros países na repressão para que outras mulheres pudessem escolher o que fazer com seus corpos e muitas monicas-serras simbólicas já impediram que o aborto fosse descriminalizado.
    “Muitas pessoas já foram lapidadas em praça pública por adultério e muitas outras lutaram pra que a sexualidade de cada um seja algo de direito. A minha questão é: uma pessoa que é lapidada em praça pública não faz campanha pela lapidação, então respeitemos sua dor, algo está errado. Se uma pessoa pública conta em público que foi lapidada, que foi vítima, que foi torturada, que sofreu, por motivos de repressão, esse assunto deve ser respeitadíssimo.
    “Vinte por cento da população fazem abortos e esses 20% tem o direito absoluto de ter sua privacidade, no entanto quando decidem mostrar-se publicamente não entendo que estes assimilem-se ao repressor”, acrescentou a ex-aluna de Monica Serra, que teria relatado a experiência, traumática, às alunas da turma de 1992.
    Exílio e ditadura
    Sheila diz ainda, em seu depoimento, que “muitas pessoas querem ‘explicações” para o fato de ela declarar, publicamente, o que a ex-professora disse às suas alunas na Unicamp.
    “Eu sou apenas uma pessoa, uma mulher, uma cidadã que viu um debate e que se assustou, se indignou e colocou seu ponto de vista na internet. Ao ver Dilma dizendo que Mônica falou algo sobre ‘matar criancinhas’, duvidei.
    “Duvidei porque fui sua aluna e compartilhei do que ela contou, publicamente (que havia feito um aborto), em sala de aula. Eu me disse que uma pessoa que divide sua dor sobre o aborto, sobre o exílio e sobre a ditadura, não diria nunca uma atrocidade dessas, mesmo sendo da oposição. Essa afirmação de ‘criancinhas assassinadas’ é do nível do ‘comunista come criancinha’. A Mônica Serra é mais classe do que isso (e, aliás, gosto muito dela, apesar do Serra não ser meu candidato).
    “Por isso, deixei claro o meu posicionamento que o aborto não pode ser considerado um crime – como não é na Itália, na França e em outros países. Nesse sentido não quero ser usada como uma ‘denunciadora de um ‘delito’. Ao contrário, estou relembrando na internet, aos meus amigos de FB (Facebook), que o aborto é uma questão complexa que envolve a todos e que, como nos países decentes, não pode ser considerado um crime – mas deve ser enfrentado como assunto de saúde.
    “O Brasil tem muitos assuntos a serem tratados, vamos tratá-los com o carinho e com a delicadeza que merece.
    “Agora volto ao meu trabalho”, conclui Sheila o seu relato na página da rede social.
    Sem resposta
    Diante da afirmativa da ex-aluna de Sylvia Monica Serra, o Correio do Brasil procurou pelo candidato, no Twitter, às 23h57:
    “@joseserra_ Sr. candidato Serra. Recebemos a informação de que Dnª Monica Serra teria feito um aborto. O sr. tem como repercutir isso?”
    Da mesma forma, foi encaminhado um e-mail à assessoria de imprensa e, posteriormente, um contato telefônico com o comitê de Serra, em São Paulo. Até o fechamento desta matéria, às 1239h desta quarta-feira, porém, não houve qualquer resposta à pergunta. O candidato, a exemplo do debate com a candidata petista, novamente optou pelo silêncio.

    Comentário por Adauto Gonçalves dos Santos | 16/10/2010 | Responder

  21. Excelente texto.Duras, mas reais verdades.Debateria alguns pontos, os quais descordo,todavia acredito que n valha apena. DEUS nos abençoe

    Comentário por Amaral | 12/10/2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: